Gimeno Sacristan (2001, p. 11)

É preciso fazer um problema do óbvio, daquilo que se forma o cotidiano, como meio de ressaltar, de sentir o mundo mais vivamente e de poder voltar a encontrar o significado daquilo que nos rodeia. Gimeno Sacristan (2001, p. 11) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário