MUNICIPALIZAÇÃO DO ENSINO

a) cessão de professores - o Estado se compromete a manter salários e plano de carreira do professor estadual que atua em escolas municipalizadas.
 b) orientação técnico-pedagógica - foram fixadas normas para implantação nas escolas municipalizadas do currículo básico, que prevê o Ciclo Básico de Alfabetização (CBA), de dois ou quatro anos, e proposta pedagógica para as demais séries do ensino fundamental. 
c) capacitação de professores - os programas de capacitação do governo estadual passaram a ser estendidos aos professores da rede municipal, atendendo-se tanto no Centro de Capacitação de Faxinal do Céu como nos processos de multiplicação da capacitação nos Núcleos Regionais de Educação. (DIAS, 2000, p. 53)


(...) ao educador compete buscar nas demais áreas do conhecimento as necessárias ferramentas para construir categorias de análise que lhe permita apreender e compreender as diferentes concepções e práticas pedagógicas, strictu e lato sensu, que se desenvolvem nas relações sociais e produtivas de cada época; transformar o conhecimento social e historicamente produzido em saber escolar, selecionando e organizando conteúdos a serem trabalhados através de formas metodológicas adequadas; construir formas de organização e gestão dos sistemas de ensino nos vários níveis e modalidades; e, finalmente, no fazer deste processo de produção de conhecimento, sempre coletivo, participar como um dos atores da organização de projetos educativos, escolares e nãoescolares, que expressem o desejo coletivo da sociedade. (KUENZER, 1998, grifos da autora)

Nenhum comentário:

Postar um comentário