O administrador é um profissional cuja formação é ampla e variada


Chiavenato (2003, p. 13-14) : O administrador é um profissional cuja formação é ampla e variada: precisa conhecer disciplinas heterogêneas (como Matemática, Direito, Psicologia, Sociologia, Estatística etc.); precisa lidar com pessoas (que executam tarefas ou que planejam, organizam, controlam, assessoram, pesquisam, etc) que lhe estão subordinadas ou que estão no mesmo nível ou acima dele; ele precisa estar atento aos eventos passados e presentes, bem como às previsões futuras, pois seu horizonte deve ser mais amplo, já que ele é o responsável pela direção de outras pessoas que seguem suas ordens e orientações; precisa lidar com eventos internos (localizados dentro da empresa) e externos (localizados no ambiente que envolve externamente a empresa); precisa ver mais longe que os outros, pois deve estar ligado aos objetivos que a 59 empresa pretende alcançar por meio da atividade conjunta de todos. 


Gil (2008, p. 28), Tem como objetivo primordial a descrição das características de determinada população ou fenômeno ou o estabelecimento de relações entre variáveis. São inúmeros os estudos que podem ser classificados sob este título e uma das características mais significativas está na utilização de técnicas padronizadas de coletas de dados


Taylor (1990, p. 100), a administração científica, Consiste, entretanto, em certa combinação de elementos que não existiam no passado, isto é, conhecimentos antigos coletados, analisados, agrupados e classificados em leis e normas que constituem uma ciência, acompanhada de completa mudança na atitude mental dos trabalhadores e da direção, quer reciprocamente, quer nas respectivas atribuições e responsabilidades.

  A análise de dados é o processo de busca e de organização sistemática de transcrições de entrevistas, de notas de campo e de outros materiais que foram sendo acumulados, com o objetivo de aumentar a sua própria compreensão desses mesmos materiais e de lhe permitir apresentar aos outros aquilo que encontrou. A análise envolve o trabalho com os dados, a sua organização, divisão em unidades manipuláveis, síntese, procura de padrões, descoberta dos aspectos importantes e do que deve ser aprendido e a decisão sobre o que vai ser transmitido aos outros. (BOGDAN; BIKLEN, 1994, p. 205)


Barreto e Pongeluppe (2006, p. 10), podemos atribuir a Taylor a chamada Escola de Administração Científica, cuja preocupação básica era com o aumento da produtividade da empresa, por meio da eficiência máxima dos operários

Stoner e Freeman (1994, p. 24)  “a teoria da administração científica surgiu, em parte, da necessidade de se aumentar a produtividade.” 


Maximiano (2006, p. 8), as teorias da administração são conhecimentos organizados, produzidos pela experiência prática das organizações. A Teoria Geral da Administração é o conjunto dessas teorias, que são designadas por meio de diferentes termos.


Teorias: são explicações, interpretações ou proposições sobre a realidade.
 Enfoque: também chamado pensamento, abordagem ou perspectiva, é um aspecto particular das organizações ou do processo administrativo, selecionado para estudo e produção de conhecimentos. Escola: é uma linha de pensamento ou conjunto de autores que usaram o mesmo enfoque, escolheram o mesmo aspecto específico para analisar, ou adotaram o mesmo raciocínio: escola das relações humanas, escola japonesa. 
Modelo de gestão (ou de administração): é um conjunto de doutrinas e técnicas do processo administrativo. 
Modelo de organização: é um conjunto de características que definem organizações e a forma como são administradas. 
Doutrina (ou preceito): é um princípio de conduta, que contém valores, implícitos e explícitos. Técnicas: são soluções para problemas. (MAXIMIANO, 2006, p. 8). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário