Sobre WALLON (GALVÃO, 2007. P. 34) (FERRARI, 2008, P.1)

Acreditava que a pedagogia oferecia um campo de observação a psicologia e questões para investigação. A psicologia por sua vez ao construir conhecimentos sobre o desenvolvimento infantil oferecendo elementos diversos aos educadores para reflexão sobre o aprimoramento da prática, campo de observação, de aplicação e controle, provocando uma adequação tanto da escola como dos professores a um aprendizado que atenda as necessidades da criança nos planos cognitivo, afetivo e motor promovendo seu desenvolvimento de forma integrada. Enfim, Psicologia e Pedagogia servem de instrumento uma para a outra. Dependo do objetivo de que se tem em vista, a psicologia pode ser instrumento para a pesquisa pedagógica, assim como a Educação pode ser campo e pretexto para a investigação psicológica.” (GALVÃO, 2007. P. 34)



“Diferente dos métodos tradicionais (priorizam a inteligência e o desempenho em sala de aula), a proposta walloniana põe o desenvolvimento intelectual dentro de uma cultura mais humanizada. A abordagem é sempre de considerar a pessoa como um todo. Elementos como afetividade, emoções, movimento e espaço físico se encontram num mesmo plano. As atividades pedagógicas e os objetos, assim devem ser trabalhados de formas variadas. Os temas e as disciplinas não se restringem a trabalhar o conteúdo, mas a ajudara descobrir o eu no outro. Essa relação dialética ajuda a desenvolver a criança em sintonia com o meio”. (FERRARI, 2008, P.1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário