As teorias críticas

As teorias críticas têm sua bases no marxistas e na oposição ao sistema capitalista de produção.

O currículo oculto representa tudo o que os alunos aprendem diariamente em meio às várias práticas, atitudes, comportamentos, gestos, percepções, que vigoram no meio social e escolar.


A teoria pós-crítica aborda os tópicos: gênero, raça e sexualidade,  temas que não foram abordados pelas teorias críticas. 

A pedagogia redentora é salvacionista  e busca a manutenção da ordem social e o funcionalismo do individuo. 


A escola dualista divide à escola em primária profissionalizante e  secundária superior.
Essa teoria tem base marxista. 



Os currículos escolares é uma luta entre ideologias capitalistas e ideologias marxistas.


Segundo a LDB o ensino privado é livre quando atende aos seguintes requisitos: 
Art. 7º O ensino é livre à iniciativa privada, atendidas as seguintes condições: 
I - cumprimento das normas gerais da educação nacional e do respectivo sistema de ensino;
II - autorização de funcionamento e avaliação de qualidade pelo Poder Público; 
III - capacidade de autofinanciamento, ressalvado o previsto no art. 213 da Constituição Federal. 
Na constituição pede duas condições para o funcionamento:O ensino é livre à iniciativa privada, atendidas as seguintes condições: 
I - cumprimento das normas gerais da educação nacional e do respectivo sistema de ensino;
II - autorização de funcionamento e avaliação de qualidade pelo Poder Público;  












Nenhum comentário:

Postar um comentário