(PALUDO, 2001, p.181) Educação Popular no Brasil

A história da consolidação da concepção de Educação Popular no Brasil, como procurou-se demonstrar, sempre esteve organicamente vinculada ao movimento concreto das forças políticas e culturais – as próprias classes populares, os agentes e as estruturas/organizações de mediação – empenhadas na construção das condições humanas imediatas para a elevação da qualidade de vida das classes subalternas e na construção de uma sociedade onde liberdade e igualdade fossem realidades cada vez mais concretas (PALUDO, 2001, p.181)