1 - Toda pessoa tem direito ao trabalho

O trabalho organizado e assalariado na forma de relações de mercado é relativamente recente na história, pois sua expansão está intimamente relacionada com o avanço do capitalismo e com a produção industrializada. Cabe destacar que outras formas de organização são reconhecidas anteriormente, como a escravidão, a servidão e a corporação de ofício, e algumas até os dias atuais, como o cooperativismo (Cf. GORZ, 2003). 


 “1 - Toda pessoa tem direito ao trabalho; à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego. 2 - Toda pessoa, sem qualquer distinção, tem direito a igual remuneração por igual trabalho. 3 - toda pessoa que trabalha tem direito a uma remuneração justa e satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível com a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social. 4 - Toda pessoa tem direito a organizar sindicatos e a nesses ingressar para a proteção de seus interesses.” (in Declaração Universal dos Direitos Humanos, Artigo XXIII).