Os educadores de profissão e os pedagogos

Os educadores de profissão e os pedagogos, seja pela fragilidade teórica de seu campo de conhecimento, seja pela restrita bagagem teórica em relação às demais ciências da educação, contentaram-se em tomar de empréstimo os discursos dos intelectuais das ciências sociais, inclusive no menosprezo à própria pedagogia. Com isso, recorre um gradativo refluxo das investigações em teoria pedagógica, ficando o campo do pedagógico, quando não reduzidos às questões meramente metodológicas,subsumido nas questões postas pelas ciências sociais. Se agregarmos a isso o descaso crônico do Estado em relação à escola pública e aos professores e o desprestígio social da profissão de professor, o resultado só poderia ser o desprestígio acadêmico da pedagogia como campo científico.(LIBÂNEO 2006, pg  103)