(MONTESQUIEU 2004 p.48-49)

“É no governo republicano que precisamos de todo o poder da educação. (...) Podemos definir essa virtude como amor a leis e a pátria. Esse amor, sempre requerendo a supremacia do interesse público sobre o interesse privado, produz todas as virtudes individuais, as quais nada são supremacia. Esse amor é singular afeto às democracias. Somente nessas o governo é confiado aos cidadãos. Ora o governo é como todas as coisas do mundo para conservá-los é preciso amá-los” (MONTESQUIEU 2004 p.48-49)