Gonçalves (2011, p.9) A dislexia

Gonçalves (2011, p.9) A dislexia começou a ser estudada por dois oftalmologistas ingleses, Hinshelwood e Morgane, isto nos finais do séc. XIX. Estes estudaram casos de crianças que tinham dificuldades de aprendizagem. Quando acabaram de realizar os seus estudos concluíram que o problema destas, era chamado de cegueira verbal e esta tinha origem num deterioramento do cérebro, de origem congênita, que afetaria a memória visual de palavras o que levava a criança a ter uma cegueira verbal congênita. Para estes, o cérebro dividia-se em várias áreas separadas, para diferentes tipos de memória. Havia uma memória visual do tipo geral, e uma memória visual de letras e por último uma memória visual de palavras. Entre (1915 e 1940) Samuel Orton, neuropsiquiatra americano defendia que a dificuldade de ler se deve a uma disfunção cerebral de origem congênita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário