Emile Durkheim (1858-1917)

Emile Durkheim (1858-1917): “não pode viver se não se dá entre seus membros uma homogeneidade suficiente;