PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DA ESCOLA

Marques:
A participação ampla assegura a transparência das decisões, fortalece as
pressões para que sejam elas legítimas, garante o controle sobre os
acordos estabelecidos e, sobretudo, contribui para que sejam
contempladas questões que de outra forma não entrariam em cogitação.
(1990, p.21)

Carvalho:
O grande desafio da escola, ao construir sua autonomia, deixando de
lado seu papel de mera "repetidora" de programas de "treinamento", é
ousar assumir o papel predominante na formação dos profissionais.
(1994,p.50)

Enguita :
A sucessão de períodos muito breves – sempre de menos de uma hora –
dedicados a matérias muito diferentes entre si, sem necessidade de
seqüência lógica entre elas, sem atender à melhor ou à pior adequação de
seu conteúdo a períodos mais longos ou mais curtos e sem prestar
nenhuma atenção à cadência do interesse e do trabalho dos estudantes;
em suma, a organização habitual do horário escolar ensina ao estudante
que o importante não é a qualidade precisa de seu trabalho, a que o
dedica, mas sua duração. A escola é o primeiro cenário em que a criança
e o jovem presenciam, aceitam e sofrem a redução de seu trabalho a
trabalho abstrato. (1989, p.180


As novas formas têm que ser pensadas em um contexto de luta, de
correlações de força – às vezes favoráveis, às vezes desfavoráveis. Terão
que nascer no próprio "chão da escola", com apoio dos professores e
pesquisadores. Não poderão ser inventadas por alguém, longe da escola
e da luta da escola. (Grifos do autor) (Freitas 1991, p. 23)



Gadotti:
Todo projeto supõe rupturas com o presente e promessas para o futuro.
Projetar significa tentar quebrar um estado confortável para arriscar-se,
atravessar um período de instabilidade e buscar uma nova estabilidade
em função da promessa que cada projeto contém de estado melhor do
que o presente. Um projeto educativo pode ser tomado como promessa
frente a determinadas rupturas. As promessas tornam visíveis os campos
de ação possível, comprometendo seus atores e autores. (1994, p. 579)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Educação Marília

Idep

WWW.CIDADEDEMARILIA.COM

Ideb: Marília ficou em segundo lugar no Estado, atrás apenas de Indaiatuba

A Rede Municipal de Ensino de Marília obteve a nota 7,2 no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é a maior desde q...