Discurso e leitura

 BAKHTIN (2000), “os gêneros do discurso constituem tipos particulares de enunciados que se diferenciam de outros tipos, com os quais têm em comum a natureza verbal (lingüística)”


Mas não é só a evolução tecnológica que regride a aptidão para a linguagem do indivíduo. Um outro fator que prejudica o gosto pela leitura são os estímulos visuais das histórias em quadrinhos, assim também como todas as imagens veiculadas pelos meios de comunicação. Eles restringem o poder imaginativo da mente. A leitura iniciada precocemente deve ser considerada, também, do ponto de vista de sua influência para contrabalançar a deformação e o empobrecimento lingüístico. (BAMBERGER, 1991: 11).


A reflexão sobre o funcionamento discursivo da compreensão tem um retorno que incide sobre uma questão crucial para a própria análise do discurso: a constituição dos processos de significação. Não é só quem escreve que significa; quem lê também produz sentidos. (ORLANDI, 1988).


 Bamberger (1991), “a boa leitura é uma confrontação crítica com o texto e as idéias do autor”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Educação Marília

Idep

WWW.CIDADEDEMARILIA.COM

Ideb: Marília ficou em segundo lugar no Estado, atrás apenas de Indaiatuba

A Rede Municipal de Ensino de Marília obteve a nota 7,2 no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é a maior desde q...