(CHARTIER, 1989, p. 173)

A história é, pois, vista como uma disciplina ainda sadia e vigorosa, no entanto atravessada

 por incertezas devidas ao esgotamento de suas alianças tradicionais (com a geografia, a 

etnologia, a sociologia) e à obliteração das técnicas de tratamento, bem como dos modos de

integibilidade que davam unidade a seus objetos e a seus encaminhamentos 

(CHARTIER, 1989, p. 173)

Nenhum comentário:

Postar um comentário