A globalização, em suas diversas facetas


Nada documenta melhor a tendência hostil ao Estado, típica do sistema financeiro planetário, do que o desenvolvimento das assim chamadas praças financeiras off-shore (ao largo da costa). Do Caribe a Cingapura, passando por Liechtenstein, hoje já estão espalhadas pelo mundo mais de cem praças, através das quais os bancos, as seguradoras e os fundos de investimentos administram dinheiro de seus clientes, sistematicamente colocando-o fora do alcance dos países de origem. (Martin, 1999, p. 89) .

Portanto, a globalização, em suas diversas facetas, acaba compromentendo a autonomia e a capacidade de decisão do Estado-nação. E isso ocorre justamente no momento em que o exercício do poder do Estado no cenário internacional também fica à mercê das limitações do multilateralismo no âmbito da defesa, da política externa e das políticas governamentais globais. (Castells, 2001-b, p.306).

Parece que as milícias e os patriotas, embora incorporem grupos tradicionalmente racistas, anti-semitas e fundamentados no ódio, possuem uma base ideológica bem mais ampla, e esse é justamente um dos motivos de seu recente sucesso. (Castells, 2001, p.113).

A situação vem se agravando pelo atual processo de globalização, liderado pelas Nações Unidas e as instituições financeiras internacionais, em nome das elites empresariais e da máquina administrativa do governo, que ameaça transformar pessoas comuns em meros escravos e uma economia global praticamente de subsistência. Deus acabará vencendo, mas para que isso aconteça os cidadãos precisam empunhar suas armas para lutar por nada menos que o "futuro dos Estados Unidos" ( Castells, 2001, p.118)

a Verdade Suprema estabeleceu um elo de ligação com as manifestações de desespero cultural da juventude, uma massa alienada em uma sociedade ultra-organizada. Assim, a Verdade Suprema não pode ser tratada apenas como um ato de alucinação coletiva, mas sim como uma manifestação hiperbólica e amplificada de rebeldes com alto grau de escolaridade, manipulada pelo guru messiânico, num misto de meditação e eletrônica, negócios e espiritualidade, política informacional e guerra tecnológica... (Castells, 2001, p. 131)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Educação Marília

Idep

WWW.CIDADEDEMARILIA.COM

Ideb: Marília ficou em segundo lugar no Estado, atrás apenas de Indaiatuba

A Rede Municipal de Ensino de Marília obteve a nota 7,2 no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é a maior desde q...