Capitalismo, Mercados e urbanismo (Lechner, 1982, p. 21-23).


"a desvinculação entre o enfoque economicista e a interpretação dos atores político-ideológicos não deixa espaço para conceitos sociológicos intermediários, em particular para as categorias que descrevam relações entre atores e formas de ação" (Touraine, 1987, p. 3).
“É num mundo alterado pela industrialização, a urbanização e o crescimento populacional, as revoluções liberais e a eclosão dos movimentos operários e socialistas, o surgimento de novas instâncias e padrões de socialização, etc., que é fundada uma ciência, a sociologia, que disciplinas já cultivadas, como a economia, primeiro, e, depois, a história, a geografia ou a demografia se tornam científicas (…) ”. (Augusto Silva; Madureira Pinto, 2007, p.14).
"ao fenômeno planetário do capitalismo hegemônico, um dos mais impactantes em toda a trajetória da humanidade" (Andrade Lima, 1999:231)
“Para muitos não há arqueologia sem escavação e conseqüentemente não existem arqueólogos sem uma colher de pedreiro nas mãos”.(Sousa 1998:11-12).
Profundas alterações foram e continuam sendo introduzidas nas relações inter-pessoais, nas relações sociais, nas relações com a natureza, na estrutura da família, na organização do trabalho, aí incluindo o doméstico, remodelando a maneira como pensamos acerca de nós mesmos, a maneira como criamos laços e construímos nossas ligações com os outros.”(Andrade Lima, 2002:121)

"O deslocamento do âmbito público e a trivialidade do discurso político oficial dirigem a atenção para a vida cotidiana... Na medida em que as rotinas - o normal e natural - tornam-se problemáticas, aumenta a complexidade da vida cotidiana... À perda das certezas soma-se o incremento das decisões forradas, gerando uma experiência dolorosa" (Lechner, 1982, p. 24).

"O que ocorre é uma transferência do público ao social. O público é reinterpretado enquanto público consumidor... A constituição do sujeito já não remete ao cidadão, mas ao consumidor... O âmbito privado deixa de ser uma proteção à individualidade e é incorporado à publicidade do mercado" (Lechner, 1982, p. 21-23).

Nenhum comentário:

Postar um comentário