Antropologia e educação

Souta (1982: 54). “Neste curso apenas se podiam matricular as pessoas habilitadas com cursos superiores de Administração Ultramarina, Medicina, Biologia e Belas-Artes. No ano seguinte o curso passou a designar-se Ciências Antropológicas e Etnológicas e a possibilidade de matrícula foi alargado a qualquer licenciado por Universidades portuguesas.”

 “encontar dispositivos mediadores entre o saber cultural e o saber escolar: dispositivos que visam, acima de tudo, promover entre educadores e comunidades de origem dos alunos uma atitude não etnocêntrica face aos saberes que em ambos se transmitem/ adquirem.”? (Iturra, 1996:7)

a busca de respostas para entendermos o que somos a partir do espelho fornecido pelo 

“Outro”; uma maneira de se situar na fronteira de vários mundos sociais e culturais, abrindo 

janelas entre eles, através das quais podemos alargar nossas possibilidades de sentir, agir e 

refletir sobre o que, afinal de contas, nos torna seres singulares, humanos (Hannertz 2010: 539  ).



Nenhum comentário:

Postar um comentário