Inclusão de alunos especiais e escolas

Gherpelli (1991, p. 37) "mesmo que na gravidez a maioria dos casais só admita uma única expectativa, que seu filho nasça perfeito e com saúde, os pais alimentam várias outras expectativas, até inconscientemente, fruto dos seus desejos e identificações".


"O nascimento de uma criança deficiente mental representa para os pais a perda da criança perfeita e saudável que sonhavam. A família é o ponto de transição entre o indivíduo e a sociedade." (OKSHANSKY, 1962 apud ASSUMPÇÃO, 1991, p. 169)


Chauí (1991, p. 9) "[...] a repressão sexual pode ser considerada como um conjunto de interdições permissões, normas, valores, regras estabelecidos históricos e culturalmente para controlar o exercício da sexualidade".



Goffman (1988, p.15)“Por definição é claro, acreditamos que alguém com estigma não seja completamente humano. Com base nisso, fazemos vários tipos de discriminação, através das quais efetivamente e, muitas vezes sem pensar, reduzimos suas chances de vida. Construímos uma teoria de estigma, uma ideologia para explicar a sua inferioridade e dar conta do perigo, racionalizando algumas vezes uma animosidade, baseada em outras diferenças, tais como as de classe social.”


Pereira (1980, p.3 ) :“Integração é um processo. Integração é um fenômeno complexo que vai muito além de colocar ou manter excepcionais em classes regulares. É parte do atendimento que atinge todos os aspectos do processo educacional.”


Gortázar (1995, p.324):“A igualdade entendida como diversidade, como desenvolvimento das potencialidades educacionais através de uma oferta múltipla, pressupõe uma escolha decidida da integração escolar.”





 D’Antino (1997, p.102):“... na educação ainda se reflete a ideologia político-social de qualquer sociedade, há de se tentar compreender a educação especial que hoje temos de conformidade com a sociedade em que vivemos. Sociedade essa que tende a excluir as minorias e delas esperar sempre muito pouco. (...)Sabe-se que a idéia de isolar e segregar está presente em muitos que pensam na educação dos portadores de deficiência mental, por considerar que a sua plena integração social jamais se consolidará numa sociedade competitiva que preconiza o desempenho, a produtividade, o vigor a beleza, etc.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário