Ensinar, leitura e escrita - Freire (2003, p. 47)

 Koch (2006 p. 57): "(...) o sentido de um texto não existe a priori, mas é construído na interação sujeito-texto".


López (2002, p. 67): "(...) tornar a leitura e a escrita atraente e útil para as próprias crianças, do mesmo modo que é o aprendizado da linguagem verbal".


PCN"s (1997, p.15): [...] o domínio da língua escrita e oral, é fundamental para a participação social efetiva, pois é, por meio dela, que o homem se comunica, tem acesso à informação, expressa e defende pontos de vista, partilha ou constrói visões de mundo, produz conhecimento.


Orlandi (2005, p. 64) : "O texto é a unidade de análise. Para o leitor, é a unidade empírica que ele tem, diante de si, feita de som, imagem, sequências com uma extensão, com começo, meio e fim (...)".


Maria (2008, p. 44) : "É no convívio com as estruturas da língua escrita que a criança se familiariza com tais estruturas, alcançando esse domínio em sua produção textual".


Maria (2008, p. 33): "Mais que ensinar, é preciso apenas que o professor não impeça a criança de aprender, que não deixe que se perca, no cotidiano escolar, a curiosidade natural das crianças".


 Freire (2003, p. 47): "ensinar não é transmitir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção".


 López (2002 p. 24): "A educação dos primeiros anos consiste precisamente na promoção de todos esses aspectos sociais e de autonomia pessoal que logo servirão de base para a educação intelectual mais estrita". 



Nenhum comentário:

Postar um comentário