inclusão/exclusão - Celi Pinto (1999, p. 35)

Rocha (2007, pp. 115-131), "sempre haverá crise, quando a tradição se encontrar em conflito com o progresso, ou vice-versa".

Sujeitos que se controlam a si mesmos, em espaços e tempos por eles mesmos determinados ou aprendidos, parecem ser mais independentes eficazes e eficientes. Eis o disciplinamento positivo moderno. [capaz de] [...] fazer funcionar a máquina tecnopolítica moderna. Foucault (1989)


Celi Pinto (1999, p. 35): as formas de inclusão/exclusão não são novas nas histórias dos povos; elas têm constituído sujeitos, configurado pactos de poder, enquadrado pessoas e grupos. [...] o processo de inclusão/exclusão faz parte de um poderoso jogo de poder, de dominação, e tem dado forma ao longo da história a muitas das relações políticas sociais e econômicas que nos constituem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário