A FUNÇÃO DA ESCOLA (SEVERINO,1992)

"a escola se dá como o lugar do encurtamento do projeto político coletivo da sociedade com os projetos pessoais e existenciais de educandos e educadores. É ela que viabiliza que as ações pedagógicas dos educadores se tornem educacionais, na medida em que as impregna das finalidades políticas da cidadania que interessam aos educandos. Se, de um lado, a sociedade precisa da ação dos educadores para a concretização de seus fins, de outro, os educadores precisam do dimensionamento político do projeto social para que sua ação tenha real significação enquanto mediação da humanização dos educandos. Estes encontram na escola um dos espaços privilegiados para a vivificação e efetivação de seu projeto". (SEVERINO,1992)


SAVIANI (1986),  "uma força homogeneizadora que tem por função reforçar os laços sociais, promover a coesão e garantir a interação de todos os indivíduos no corpo social"; de outro, uma escola também encarada como instrumento da sociedade, sendo que esta é instrumento de discriminação social, entendendo a educação como "dependente da estrutura social geradora de marginalidade, cumprindo aí a função de reforçar a dominação e legitimar a marginalização".

Nenhum comentário:

Postar um comentário