Design PAPANEK (1998: 13)


Design não é ciência, e não é arte ou qualquer outra disciplina. Possui seus próprios propósitos, valores, medidas e procedimentos. Estes ficam evidentes por comparações, mas eles não foram investigados extensivamente, formalizados,codificados ou, igualmente, não muito refletidos na literatura criada para a área. Em resumo, há pouco para apontarmos como uma base teórica para o conhecimento em Design   (apud SOARES, 2002: 6)


O Desenho Industrial é uma atividade recente e, como tal, tem fronteiras tênues com outras áreas, como a arquitetura, a decoração, a publicidade, etc. A imprecisão de limites provoca, por um lado, conflitos entre as áreas; por outro, cria novas “sub-áreas”, resultantes de intercessões, as quais, no entanto, não se encontram ainda plenamente definidas nos seus aspectos acadêmicos e profissionais (MEC, 1997: 3)





 PAPANEK (1998: 13): O design e a arquitetura estão profundamente implicados – na criação de novas e radicais abordagens – , não porque os designers e os arquitetos ou os engenheiros sejam más pessoas. Trabalhamos para pessoas, empresas ou governos. [...] Temos que alargar as nossas próprias áreas de conhecimento, e simultaneamente reorientar nossos modos de trabalhar.




Nenhum comentário:

Postar um comentário