Movimentos Sociais (Gonh, 1997; p. 70)

“passou a enfatizar a estrutura das oportunidades políticas, o grau de organização dos grupos demandatários, e a se aplicar a análise cultural na interpretação dos discursos dos atores dos movimentos, a linguagem, as idéias, os símbolos, as ideologias, as práticas de resistência cultural, tudo passou a ser visto como componente dos conflitos expressos nos discursos, numa análise menos preocupada com a desconstrução de textos e mais interessada nos símbolos e idéias presentes naqueles discursos, enquanto veículos de significados sociais que configuram as ações coletivas”. (Gonh, 1997; p. 70)




marcos referenciais significativos e estratégicos da ação coletiva, ... quadros estruturais que dão suporte e sustentação às ações ao expressar os significados atribuídos àquelas ações coletivas por um movimento ou grupo social e ao ser utilizados de forma estratégica para criar um conjunto de representações que expressem aqueles significados”. 
(Gonh, 1997; p.87)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário