Educação, ensino e família ( Johnson e Myklebust, 1987).

 “é possível que alguns tipos de ensino técnico, como o da escrita, se tenham originado de uma aprendizagem já organizada e escolarizada” (ARIÈS, 1981, p. 230).


FAMÍLIA “[...] esta se concentrou na criança, e sua vida confundiu-se com as relações cada vez mais sentimentais dos pais e dos filhos” (ARIÈS, 1981, p. 233).


“durante muito tempo, [...] seriam educadas pela prática e pelo costume, mais do que pela escola, e muitas vezes em casas alheias” (ARIÈS, 1981, p. 233).


[...] que a indignação provocada pelas falsas vocações e os privilégios do filho mais velho não esta mais presente quando se trata do casamento: ninguém pensava em contestar o poder dos pais nessa questão (ARIÈS, 1981, p. 234).



(...)o professor precisa estar ciente de que algumas crianças formam conceitos espontaneamente quando adquirem a facilidade verbal necessária. Por outro lado, muitas precisam ser ajudadas a aprender a generalizar e categorizar. Freqüentemente, essas crianças têm dificuldades com os significados múltiplos de uma palavra, com provérbios e metáforas.” ( Johnson e Myklebust, 1987).



Nenhum comentário:

Postar um comentário