TURISMO, PRESERVAÇÃO E IMPACTOS

"...deve ser considerado como uma garantia de forma a salvaguardar o meio ambiente e gastos necessários(Lage; Milone, 1996, p 54)"


Trigo (1996, p 27): ".... a informação bem administrada é mercadoria muito valiosa. Ela garante riqueza, poder e legitimidade ao seu proprietário. Sua verdade é a eficiência. Seu resultado, o bom desempenho. O produto pode ser qualquer serviço, idéia ou material capaz de ser vendável ou transformado, de algum modo, em lucro financeiro, econômico, social, institucional ou político".



“conjunto das características culturais, políticas e econômicas que determinam o estado de desenvolvimento e progresso de um país ou de uma sociedade” (DICIONÁRIO AURÉLIO, 1988, P. 154).

“Governo Federal replicou com o argumento de que a pobreza é a maior poluição e que a orientação oficial era acabar com essa chaga, ainda à custa do meio ambiente” (PELLEGRINI FILHO, 1993, p. 28).

“... inter-relação orgânica dos conceitos de diversas disciplinas até o ponto de constituir uma nova unidade formada com as contribuições de cada uma das disciplinas particulares” (CENTENO, 2003, p.78).

O turismo pode diminuir o sentido do local pela promoção, ou pela permissão incorreta de níveis de desenvolvimento que não são focados ou consistentes com as qualidades básicas que tornam essas áreas distintas. Constata-se que o destino turístico não pode ser renovado...” (LAGE e MILONE, 2000, p. 130).


 “... como limitação o fato de não refletir impactos locais ou específicos de determinada atividade” (PEGADO, MELO E RAMOS, 2004, p.1). 

Divulgue acessando:
http://literaturaimparcialista.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário