Inclusão de pessoas com necessidades especiais (Bertold Brechet.).

."Do rio que tudo arrasta se diz que é violento, mas nimguém diz serem violentas as margens que o comprime." (Bertold Brechet.).

MERLEAU-PONTY (1971) "O corpo é a unidade máxima de representação do ser humano e por isso adquire importância para toda vida e cultura. Para viver é necessária a mediação do corpo, que é o primeiro dos objetos culturais, o portador dos comportamentos. Vive-se com o corpo e nos relacionamos através dele. Toda percepção exterior é imediatamente sinônima de certa percepção do corpo, como toda percepção do corpo se explicita na linguagem da percepção exterior".


 
Stainback (1999), "o ensino inclusivo é a prática da inclusão de todos – independentemente de seu talento, deficiência, origem sócio-econômica ou origem cultural – em escolas e salas de aula provedoras, onde todas as necessidades dos alunos são satisfeitas".



ROCKWELL & EZPELETA (1986, p. 12), “a escola tem uma história documentada, geralmente escrita a partir do poder estatal, que  destaca sua existência homogênea”. 



Divulgue acessando:
http://literaturaimparcialista.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário