Tendências da literatura contemporânea

Amizade é a forma do hambúrguer para se distanciar da vaca morta. E não venham dizer que isso é pensamento de réptil! Os cínicos que me acusam de sangue-frio já pensaram nisso milhares de vezes. Os que concordam comigo, mas acham tudo isso banal, não percebem que isso só pode ser visto banal do ponto de vista deles, homens frios e racionais. (NAZARIAN, 2006, p. 30)

A tese que eu escrevia, na verdade, era este livro. Eu aproveitava o tempo que deveria dedicar à pesquisa para revirar meus neurônios e escrever minhas memórias. Tinha pretensões, grandes pretensões. (...). Eu queria era ser escritor. Contar ao mundo todas as minhas idéias e minha história. Dra. Blanche, que acompanhava de perto minha produção, continuava me criticando, dizendo que eu não me decidia entre literatura e filosofia. Que como tese filosófica era muito senso comum, e como literatura era muito dogmática. (NAZARIAN, 2006, p. 181).

Não faz nem um ano, caralho. Eu também tava meio cabreiro lá no aeroporto. Mas, porra, o que era aquilo?!? O Mané tava mais perdido do que paraíba em Tóquio. (...). O moleque parecia que não era gente. Parecia um robô, um boneco, essa porra, zumbi. (...) Mas, aí, na hora que a gente tava sentando, cara, tu não acredita, pintou a maior gata, caralho, maior gata, dessas fina mermo, tipo mulher de negócio, sabe tipo a Sharon Stone fazendo papel de mulher fina? (...) o Mané olhou pra coxa da mulher e começou a suar, a passar mal, (...). (SANT’ANNA, 2006, p. 258 – 259).


TODAS AS TENDÊNCIAS DA LITERATURA CONTEMPORÂNEAS SÃO ENCONTRADAS NA LITERATURA IMPARCIALISTA E SEUS QUINZE POETAS IMPARCIALISTAS QUE FORMAM O MOVIMENTO LITERÁRIO IMPARCIALISMO. PESQUISE A LITERATURA IMPARCIALISTA NO BLOG:  http://literaturaimparcialista.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário