Inclusão digital (SILVEIRA, 2001: 18). (PORTO, 1998: 24).

"é necessário assegurar o acesso às camadas socialmente excluídas como estratégia fundamental de inclusão social. Mas, para que isso não tenha um resultado pífio torna-se indispensável a formulação de políticas públicas de orientação, educação não-formal, proficiência tecnológica e uso das novas tecnologias da informação" (SILVEIRA, 2001: 18).

 (...) torna-se uma poderosa arma na formação das nações e passa a fazer parte dos processos de secularização da sociedade" (BRUNNER, 2004: 20).

desencadeando um novo ciclo de transformações educacionais ao favorecer a educação maciça e padronizada, a única capaz de alimentar – com corpos e mentes adequadamente adestrados – as fábricas que fundam o novo modo de produção" (BRUNNER, 2004: 20).

"apesar de as novas gerações serem criadas em ambientes comunicacionais, interagindo com tecnologias e recursos de várias espécies, em muitas situações escolares o conhecimento lhes chega por meio de discursos vazios de significados, muitos dos quais emitidos pelos professores, livros e meios impressos, organizados racional e linearmente" (PORTO, 1998: 24).

"reflexão contextualizada sobre a realidade representada pela presença da comunicação na sociedade contemporânea, uma reflexão que supere o inócuo deslumbramento frente às novas e sempre mutantes tecnologias" (SOARES, 1995: 44).

 "nesses casos, a tecnologia acaba servindo para fazer, com uma roupagem nova, o que já se fazia na escola do século passado – embora, neste caso, com um custo ainda maior" (RAMAL, 2002: 26).


1."receber crítica e ativamente as mensagens dos meios;
2.manter vigilância sobre as políticas de comunicação do Estado, das empresas privadas e das organizações que, de certa forma, exercem poder sobre a vida cotidiana das pessoas;
3.buscar algum acesso aos meios e usá-los de acordo com os interesses da cidadania"
(SOARES, 1997: 51).

"em grande medida, porém, a escola ainda mantém sua visão paroquial, localizada, ignorando as profundas alterações que os meios e tecnologias de informação introduzem na sociedade contemporânea, não percebendo que eles criam novas maneiras de 'apreender' e 'aprender' o mundo" (PASSARELLI, 2004).

"educação é comunicação, é diálogo, na medida em que não é transferência de saber, mas um encontro de sujeitos interlocutores, que buscam a significação dos significados" (FREIRE, 1971: 67).


Um comentário:

  1. GOSTARIA DE SABER SE TEM CITAÇÕES SOBRE INCLUSÃO DIGITAL,INTERNET OU ALGUMA COISA COMO INCLUSÃO DIGITAL DE IDOSOS MAIS ATUALIZADAS DE 2007 EM DIANTE.

    ResponderExcluir