Educação e computadores (IANNI, 2000: 160).(SILVEIRA, 2001: 18).

"desenvolvem-se tecnologias eletrônicas, informáticas e cibernéticas que agilizam, intensificam e generalizam as articulações, as integrações, as tensões, os antagonismos, as fragmentações e as mudanças socioculturais e político-econômicas, pelos quatro cantos do mundo" (IANNI, 2000: 160).


"que se sustenta no ar, desenraizado, volante, virtual e sideral, em toda uma vasta, complexa e eficaz rede sistêmica, por meio da qual se articulam mercados e mercadorias, capitais e tecnologias, força de trabalho e mais-valia" (IANNI, 2000: 160).

o Brasil tem entre 10 e 20 usuários de informática por 100 mil habitantes, número considerado bem abaixo dos atuais padrões mundiais" (SILVEIRA, 2001: 18).

"está muito longe do mero ato de comprar computadores, embalá-los e enviá-los às escolas" (BRASLAVSKY, 2004: 93).


 "desde aquele momento (século VI) e até agora, a sala de aula, com tudo o que significa em termos de organização dos processos de ensino e aprendizagem e produção de capital cultural, se estabelecerá como a tecnologia predominante na educação" (BRUNNER, 2004: 20).



"a exclusão digital ocorre ao se privar as pessoas de três instrumentos básicos: o computador, a linha telefônica e o provedor de acesso. O resultado disso é o analfabetismo digital, a pobreza e a lentidão comunicativa, o isolamento e o impedimento do exercício da inteligência coletiva" (SILVEIRA, 2001: 18).


Nenhum comentário:

Postar um comentário